Acne: melhores tratamentos

Parece brincadeira (de mau gosto, é claro): vai chegando o dia daquele evento ou compromisso importante e lá vem ela, a acne. Pessoas das mais variadas idades sofrem com esse tipo de situação. Mas o que fazer para resolver de vez ou, pelo menos, minimizar o problema?

Primeiro, é interessante saber como surgem as desagradáveis espinhas…

A acne, que geralmente, aparece no rosto, pescoço, costas, peito e ombros, é resultado do entupimento dos folículos pilosos por sebo e células mortas. O ambiente perfeito para as bactérias se instalarem, gerando inflamação.

Quanto mais cedo começar a cuidar das espinhas, menor é o risco de cicatrizes. E, dependendo da gravidade, a acne pode levar a um grande sofrimento emocional.

Felizmente, hoje existem diversos – e eficazes – tratamentos para combater a acne e as marquinhas que elas costumam deixar.

melhores-tratamentos-para-acne

Conheça os melhores tratamentos contra a acne

O foco central da maioria dos tratamentos contra a acne é diminuir a produção de óleo na pele, agilizar a renovação das células, combater a infecção e a inflamação no local afetado. Em certos casos, o aspecto da cútis pode piorar antes de ficar normalizado.

Os dermatologistas podem prescrever remédios tópicos, isto é, para aplicar na pele, ou orais (Azitromicina, Roacutan etc.). Com uma observação importante: medicamentos orais para tratar espinhas não devem ser usados durante a gravidez, principalmente nos três primeiros meses.

O tratamento da acne inclui: cremes tópicos de venda livre; cremes tópicos disponíveis com prescrição; antibióticos (combinados ou não com outros produtos tópicos ou orais); contraceptivos orais; e isotretinoína oral.

Peeling químico e microdermoabrasão, lasers e luz pulsada são algumas das soluções na área estética para afastar o problema e suas consequências.

Para amenizar as cicatrizes, podemos recorrer ainda a técnicas como preenchimento facial com ácido hialurônico, dermoabrasão, radiofrequência e até microcirurgias.

Quanto aos remédios utilizados no combate às espinhas, os mais prescritos são:

  • Adacne
  • Adapaleno
  • Azelan
  • Azitromicina
  • Clindamicina
  • Clindoxyl
  • Clocef
  • Clordox
  • Diane 35
  • Diclin
  • Differin
  • Doxiciclina
  • Drospirenona + Etinilestradiol
  • Gracial
  • Hipoderme
  • Hipoderme Ômega 45g
  • Hipoderme Ômega 90g
  • Isotretinoina
  • Nebacetin
  • Roacutan

Com um detalhe: somente um médico pode prescrever o tratamento mais indicado para cada caso, assim como a dosagem correta dos remédios e a duração do tratamento.

Quando é hora de consultar o dermatologista

Em geral, a acne não é, por si só, uma situação médica séria. Mas é sempre bom acompanhar e tratar espinhas persistentes ou cistos inflamados, para evitar marcas e outros danos à pele.

Se a sua autoestima e/ou relacionamentos sociais estão sendo afetados pelas espinhas e as cicatrizes que elas deixam, com certeza é hora de consultar um especialista. Portanto, agende uma consulta caso você:

  • Esteja preocupado com a sua acne ou do seu filho
  • Perceba nenhum avanço ou, ainda, piora após três meses de tratamento em casa
  • Sofra com cicatrizes ou marcas depois de curar a acne
  • Tenha espinhas grandes e duras – ou preenchidas com fluido
  • Comece a notar outros sintomas físicos, tais como o crescimento de pelos faciais em mulheres
  • Tenha uma crise de acne depois de usar um novo remédio
  • Tenha sido exposto a produtos químicos, óleos ou outras substâncias que irritam a pele

Mas se houver um histórico forte de acne em família, se o problema surgiu em idade precoce ou se você está abalado emocionalmente pelo problema, procure ajuda médica o quanto antes.

De preferência, tenha em mente informações sobre em que contexto ocorreu o diagnóstico anterior, além de qualquer tipo de remédio que esteja tomando, inclusive suplementos e vitaminas.

Informações pessoais, como tensões, mudanças de vida, entre outras, também ajudam a encontrar as melhores saídas, ou seja, os melhores tratamentos para acne.

Boa sorte, e até breve!

Posts Relacionados:

Leave a Reply