Bronzeamento artificial: dicas e cuidados para não danificar sua pele

Exibir uma pele bronzeada o ano inteiro sem precisar viajar para outro estado ou continente em busca de praias e sol. Depois que inventaram o bronzeamento artificial, o sonho de muita gente virou realidade. Mas, fique atento aos cuidados para não prejudicar sua pele.

As câmaras de bronzeamento aumentam o risco de câncer de pele. Bastam dez minutinhos de exposição às suas luzes para receber o equivalente a 50 minutos ensolarados.

Tanto é que, desde 2009, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), proibiu o uso delas – seja para uso pessoal ou comercialização.

Para fundamentar a proibição, a Anvisa toma como base pesquisas da Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer.

bronzeamento-artificial-dicas-cuidados

Os estudos revelam que pessoas com menos de 35 anos que usam as máquinas de bronzeamento artificial têm 75% mais chances de desenvolver tumores malignos.

As pesquisas da Organização Mundial da Saúde mostram ainda que esse risco envolve o melanoma, o tipo mais grave de câncer de pele.

E como, em geral, quem recorre aos equipamentos também de se expor ao astro-rei, as células da cútis ficam ainda mais danificadas.

Sem contar que, ao fazer uso das câmaras, muita gente deixa de lado o velho e bom protetor solar, potencializando os riscos.

Embora a norma da não utilização das câmaras de lâmpadas UVA ainda esteja valendo, algumas liminares liberaram o uso delas. Mas, a Anvisa tem conseguido reverter as determinações judiciais em alguns casos.

Entenda melhor como funciona o bronzeamento artificial

Ao contrário do sol, que nos horários recomendados faz bem à saúde, o bronzeamento com o chamado sol artificial não traz qualquer benefício. Ele apenas estimula a produção de melanina que, por sua vez, provoca a pigmentação e proporciona o desejado aspecto bronzeado.

E, como não deixa a pele vermelha, acontece o que se chama de falsa sensação de “bronze seguro”. O que dificulta estimar exatamente a hora em que a exposição está em excesso.

Por isso, caso as câmaras voltem à ativa para valer, é bom ficar atento às verdades e mentiras com relação ao assunto. Afinal, de que adianta se livrar daquele famoso “bronzeado de escritório” e receber em troca danos muitas vezes sérios não só à pele como, também, ao bem-estar geral?

Saiba mais sobre o bronzeamento artificial e evite problemas de pele

Além de tirar aquele aspecto pálido da cútis, há quem recorra ao sol artificial para manter a pele hidratada. No entanto, isso não passa de um mito. Ao contrário do que se pensa, a luz atrofia as células, favorecendo a perda de água e, portanto, diminuindo a hidratação delas.

Outro ponto importante é que a exposição à luz nessas condições danifica o colágeno, resultando em redução de elasticidade e tônus.

Vale a pena lembrar que a combinação de perda de hidratação, células danificadas, colágeno e elasticidade comprometidos não é nem um pouco agradável: a pele fica envelhecida, com rugas precoces. Justamente o oposto do que a maioria busca hoje em dia, certo?

Cuidados a serem tomados

Agora, se a sua opção é aproveitar o bronzeamento artificial, saiba que existe um teste para definir o tempo de contato com a luz. É chamado de Dose Eritematosa Mínima. O DEM avalia qual a quantidade de exposição suficiente para deixar a pele vermelha.

Em condições normais e com supervisão adequada, uma câmara de raios UVA não pode causar queimaduras, pois é a radiação UVB a maior responsável por danos solares deste tipo.

O problema é que não existe ainda uma regulamentação rígida que controle a fabricação e o uso destes equipamentos. Ou seja, não há fiscalização suficiente para atestar a credibilidade deles.

Então, enquanto não temos algo mais definitivo em relação ao bronzeamento artificial por aqui, que tal experimentar os autobronzeadores, que trazem em sua composição o dihidroxiacetona?

A substância é responsável pela coloração da camada córnea, área mais superficial da pele. Um jeito menos invasivo e prático de ganhar uma corzinha o ano todo.

Pense. E até a próxima!

Posts Relacionados:

Leave a Reply