Como pintar o cabelo sozinha

No começo, pode até ser um pouco difícil. Mas com o tempo e uma mãozinha de artigos como este (modéstia à parte), a missão de colorir as madeixas em casa tem tudo para ser um sucesso. Anote algumas dicas:

como-pintar-o-cabelo-sozinha

  1. Faça o teste de sensibilidade – prepare um pouco do tonalizante ou coloração e aplique atrás da orelha, na parte interna do antebraço ou nuca. Espere 48 horas. Se notar qualquer irritação ou coceira, não use o produto.
  2. Antes de começar, verifique se somente uma caixa de coloração é o suficiente. Descobrir isso na hora de pintar o cabelo não é nada bom… O resultado pode ficar longe do esperado.

Geralmente, uma embalagem basta para quem tem fios curtos e em pouca quantidade; já os cabelos médios ou longos pedem duas caixinhas ou mais, dependendo do volume dos cabelos.

  1. Xô, preguiça! Leia o folheto explicativo – Gastar uns minutinhos do seu tempo para checar as informações básicas pode fazer toda a diferença, evitando muitos erros. Então, aproveite que está reservando um momento só para você e faça a coisa certa!
  1. Não lave o cabelo pelo menos 24 horas antes de tingi-lo – essa preparação garante proteção contra a química, pois impede a retirada da oleosidade natural presente no couro cabeludo.

Mas não precisa exagerar! Passar mais de 1 dia com o cabelo sujo pode influenciar a cor.

Ah! A regra é para as colorações, ok? Os tonalizantes precisam de cabelos limpos para melhor fixação.

  1. Bye-bye, manchas na pele! Antes de passar a tinta, proteja a área em torno do cabelo com vaselina ou creme para barbear. Aplique o produto na testa, nuca e lateral do rosto.
  1. Facilite seu trabalho – um dos truques para conseguir madeixas dignas dos salões mais tops é dividir os fios em quatro partes. Para isso, pegue um pente e risque da testa até a nuca; e de uma orelha a outra. O resultado fica mais uniforme e com jeitinho profissional!
  1. Aplique condicionador nas pontas – se o seu cabelo for longo, espalhe um pouco do produto para proteger as extremidades. É que elas são mais porosas e podem absorver mais tinta, ou seja, ficando mais escuras do que o restante do cabelo.
  1. Por onde eu começo? É hora de colocar a mão na massa, ou melhor, na tinta! Faça assim: com um pincel de cerdas curtas, aplique o produto na nuca, em seguida nas laterais e, por fim, no topo.

Espalhe a tinta na raiz toda, primeiro nas laterais e topo da cabeça; deixe as têmporas e a parte da frente para o final. Exceto se você tiver fios brancos – neste caso, comece por eles.

  1. Detalhes importantes da beleza – aproveite enquanto aguarda a coloração fazer efeito e limpe os fios da testa, em volta do rosto e do pescoço com uma toalha úmida. Além de não sair por aí toda pintada onde não precisa, você evita que o look fique artificial e pesado.
  1. Brilhe mais! Nos 15 minutos antes da retirada da pintura, passe o resto da coloração ou tonalizante no comprimento e nas pontas.

Outra dica de mestre para garantir brilho extra é misturar um pouco de água fria e massagear os cabelos como se estivesse usando um xampu.

  1. Não ignore o tempo recomendado – ultrapassar isso não vai clarear ou escurecer ainda mais os fios. Muito menos fixar a cor tipo “para sempre”.

A pressa também é inimiga da perfeição, e da coloração! Portanto, não enxague as madeixas antes da hora. Respeite a indicação do fabricante rigorosamente, que tem motivo para estar ali.

Ou correrá o risco de ficar com uma cor que não era a esperada. Por exemplo: em vez daquele loiro deuso, o resultado pode ser um castanho avermelhado ou alaranjado.

Agora, mãos à obra, e arrase com a sua nova cor pintando o cabelo sozinha! Até breve!

Posts Relacionados:

Leave a Reply