Cremes para espinha: conheça os mais indicados

Cremes para espinha

Toda a acne não é, na verdade, igual. Isso faz todo o sentido, visto que há tantos fatores, desde a higiene até os hormônios e a predisposição genética que podem levar a aparição da acne. Mas o conhecimento é poder, e só de saber que há diferentes tipos de acne –e que cada tipo precisa de um cuidado diferente – coloca você à frente na luta por uma pele lisinha.

Depois de descobrir com o que você está lidando, fica muito mais fácil escolher o tratamento correto, e por isso vamos ensinar você a identificar o tipo de acne que você tem e a partir daí vamos indicar os melhores cremes para cada tipo de espinha.

Cremes para Acne Hormonal

O que você está vendo: Quando você está experimentando a acne hormonal, você normalmente está vendo espinhas aparecerem em torno do seu queixo e envolta do pescoço.

O que está acontecendo: Você percebe o aparecimento dessas espinhas sempre do mesmo jeito, todos os meses – digamos, antes de começar sua menstruação? Isso acontece porque essas espinhas são causadas por hormônios flutuantes. Os hormônios podem colocar a produção de óleos muito em alta em nosso organismo, e ter um excesso dessa produção de óleos significa que é mais provável que você tenha espinhas.

Como lidar com isso: Junte dois dos ingredientes mais conhecidos contra a acne, o ácido salicílico e peróxido de benzoíla, na semana anterior a sua menstruação. Esse combo pode ajudar a prevenir a acne hormonal a aparecer.

Nesse sentido os cremes para espinha que podem ajudar são o sabonete Neutrogena Oil-Free anti acne, juntamente com o uso do Asepxia ou Acnase.

Se ainda assim você está com espinhas, é hora de procurar seu dermatologista para discutir opções de prescrição, onde ele provavelmente irá receitar remédio que contenham a espironolactona – que bloqueia o acúmulo de óleos, onde esses remédios são normalmente anticoncepcionais que irão ajudar a regular a produção de óleos no corpo.

O que você está vendo: Outro caso de espinhas causadas por hormônios, são aquelas típicas espinhas que apresentam um ponto branco no centro.

O que está acontecendo: Nesse caso culpe os seus poros entupidos. As células da pele se juntam dentro de seus poros, bloqueando a abertura, e o branco que você vê na parte superior é o poro bloqueado. O óleo preso embaixo dele mistura-se com sujeiras e bactérias, causando inflamações e a protuberância vermelha e inchada que finalmente irá se transformar em uma espinha.

Como lidar com isso: Considere o ácido salicílico sua arma secreta. Este beta-hidroxiácido ajuda a remover o excesso de óleo e esfolia as células mortas da superfície da pele para manter os poros claros

Nesse caso escolha como creme o “Anti-Blemish Solutions Clinical Clearing” da Clinique, que conta com o ácido salicílico e com ingredientes que contém propriedades calmantes da pele para ajudar a neutralizar a secura às vezes causada pelo ácido salicílico. Esse produto funciona como dois em um, onde age como um tratamento local para acne leve a moderada e como um tratamento noturno para a prevenção de espinhas, podendo ser utilizado continuamente com o aparecimento de uma ou duas espinhas pós-tratamento.

Cremes para Acne Inflamatória

O que você está vendo: No caso da acne inflamatória você pode estar vendo espinhas pequenas e vermelhas, que normalmente não ficam com pontinhas brancas ou vermelhas.

O que está acontecendo: Conheça as pápulas, elas são um tipo de acne inflamatória que são causadas por bactérias, onde o crescimento da bactéria provoca a formação de espinhas sobre a pele, que sofre com inflamações, fazendo com que as espinhas nesse caso sejam vermelhas e macias.

Como lidar com isso: Sua melhor aposta é o peróxido de benzoíla. O peróxido de benzoíla pode matar bactérias causadoras de acne e reduzir a inflamação.

Nesse caso, experimente um creme como Effaclar Duo da La Roche-Posay que também irá atuar esfoliando a pele com ácido lipo-hidroxi. Ao utilizar esse creme, lembre-se de que ele pode deixar a pele muito seca e que talvez você precise de algum outro produto anti-acne para a hidratação.

O que você está vendo: Outra forma da acne inflamatória é quando as espinhas são grandes, vermelhas, dolorosas e cheias de líquido branco ou amarelo.

O que está acontecendo: Estas espinhas podem parecer com as espinhas comuns com uma ponta branca, mas na verdade elas são inflamatórias. Nesse caso, existe o aparecimento das pústulas, que são as acnes preenchidas com pus, e que são o resultado de uma inflamação causada por bactérias.

Como lidar com isso: Pense nessas espinhas como pontos brancos maiores, e mais uma vez sua melhor opção é o peróxido de benzoíla, que mata a bactéria. Além disso, tente não estourar essas espinhas – mesmo que seja muito tentador- porque já que essas espinhas são inflamações, é muito mais fácil que a cicatrização ocorra se você cuidar da espinha, e não se você estourar ela, o que poderá deixar marcas.

Nesse caso, uma boa escolha também é o Effaclar Duo da La Roche-Posay.

Cremes para Acne cística

O que você está vendo: Nos casos de acne cística você estará vendo grandes espinhas irritadas e avermelhadas, e normalmente você tem muitas espinhas desse tipo espalhadas no seu rosto.

O que está acontecendo: Se você vê espinhas grandes, vermelhas e dolorosas, provavelmente você está em um caso de acne cística, um dos tipos mais graves. Espinhas císticas são causadas pela genética e estimulação hormonal das glândulas de óleo. Não só elas são grandes, mas também são notoriamente difíceis de tratar, e elas muitas vezes se repetem no mesmo lugar, porque mesmo que você consiga se livrar de uma, ela poderá continuar a acumular oleosidade diversas vezes, agindo como uma espinha imortal.

Como lidar com isso: Se você tentou os medicamentos e cremes anti-acne habituais, como o ácido salicílico e o peróxido de benzoíla (o que, devemos avisá-lo, raramente funciona para isso), você deve considerar o pagamento da sua visita ao dermatologista. Você pode precisar de uma injeção de cortisona ou uma medicação oral, como um antibiótico, além de fórmulas tópicas, e um dos remédios mais conhecidos para esses casos é o Roacutan, que só deve ser utilizado com prescrição médica e com o devido acompanhamento de um dermatologista.

Posts Relacionados:

Leave a Reply