Farinha de milho: conheça os benefícios e nutrientes

Farinha de milho

A farinha de milho pode ser o ingrediente principal em muffins de milho ou pão de milho ou um espessante em molhos por exemplo, sendo ela também uma variação da farinha de trigo em receitas regulares. Os valores nutricionais da farinha de milho branco e amarelo são semelhantes, e qualquer uma dessas farinhas pode fazer parte de uma dieta equilibrada. A farinha de milho é mais saudável quando você a consome com moderação, juntamente com alimentos densos em nutrientes.

Visão Geral Nutricional

Uma xícara de farinha de milho enriquecida conta com 416 calorias e 4,4 miligramas de gordura total, com quase nenhuma gordura saturada. Possui 11 miligramas de proteína e 89 miligramas de carboidratos totais, incluindo 75 miligramas de amidos. Esta quantidade de farinha fornece 7,3 miligramas de fibra dietética, o que pode ajudar a diminuir os níveis de colesterol e pode reduzir o risco de constipação. A farinha de milho é livre de colesterol e uma fonte de fitonutrientes e antioxidantes chamados luteína e zeaxantina, de acordo com estudos feitos pelo Centro de Informações de Micronutrientes dos Estados Unidos.

Benefícios da farinha de milho

  • Melhora a digestão
  • Previne a anemia
  • Aumenta a energia
  • Diminui a quantidade de colesterol ruim (ldl)
  • Facilita o ganho de peso
  • Previne a diabetes e a hipertensão
  • Melhora a saúde dos ossos e ligamentos
  • Melhora a visão
  • Ajuda a prevenir alguns tipos de câncer
  • Pode ser útil durante a gravidez pela presença do ácido fólico
  • É bom para o coração
  • Previne a doença de Alzheimer
  • Traz benefícios para a pele pela presença de vitamina c e antioxidantes
  • Previne problemas na pele
  • Combate a queda de cabelo e os cabelos secos, deixando-os mais saudáveis

Nutrientes de Enriquecimento

Alguns dos nutrientes são perdidos em grãos integrais durante o processo de refinamento, e por isso, grãos enriquecidos como a farinha de milho, tem alguns nutrientes adicionados de volta para que o produto final contenha pelo menos tantos nutrientes quanto o grão inteiro original.

Os grãos enriquecidos devem conter níveis elevados de tiamina ou vitamina B-1, riboflavina ou vitamina B-2, niacina ou vitamina B-3, folato e ferro, de acordo com as Diretrizes Dietéticas de 2010 do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA. Uma xícara de farinha de milho enriquecida tem 9 miligramas de ferro, 1,8 miligramas de tiamina, 0,9 miligramas de riboflavina, 11 miligramas de niacina e 238 microgramas de folato, ou pelo menos metade do valor diário desses nutrientes.

Zinco

A farinha de milho amarelo serve como fonte de zinco, um mineral importante para a função enzimática. O zinco ativa enzimas que regulam a atividade genética em suas células, aumentam seu sistema imunológico e ajudam você a converter alimentos em energia. Também faz parte de suas membranas celulares, e ativa uma enzima antioxidante que ajuda a manter essas membranas, bem como seu DNA e proteínas, de serem danificadas.

Um copo de farinha de milho amarela adiciona 2 miligramas de zinco à sua refeição. Isso fornece 25% da ingestão diária recomendada para mulheres e 18% para homens, de acordo com diretrizes determinadas pelo Instituto de Medicina.

Ferro

A farinha de milho amarela também fornece ferro. Cada copo de milho amarelo oferece 2,8 miligramas de ferro, que é 35% dos requisitos diários de ferro para homens e 16% para mulheres, de acordo com o Instituto de Medicina. O ferro que você obtém da sua dieta é incorporado à hemoglobina, uma proteína encontrada em seus glóbulos vermelhos que promove a circulação saudável de oxigênio. O ferro também permite que suas células produzam energia, e ajuda suas células brancas do sangue, um componente do seu sistema imunológico, a combater a infecção.

Carotenoides e vitamina A

A tonalidade dourada da farinha de milho amarelo vem do seu conteúdo de carotenoides. Os carotenoides são uma família de pigmentos amarelos, laranja e vermelhos que promovem a função do tecido e combatem doenças. Luteína e zeaxnathin, dois carotenoides presentes na farinha de milho amarela, e são capazes de ajudar a filtrar a luz à medida que ela entra nos olhos, promovendo uma visão saudável e evitando doenças oculares relacionadas à idade.

Outros carotenoides, como o betacaroteno, se dividem em vitamina A e apoiam seu sistema imunológico, ajudam no crescimento celular e aumentam a produção de glóbulos vermelhos. Graças ao seu conteúdo de carotenoides, cada copo de farinha de milho amarelo adiciona 250mg de vitamina A à sua refeição, oferecendo 11% da ingestão diária de mulheres e 8% para homens, conforme recomendado pelo Instituto de Medicina.

Fibra

A adição de farinha de milho amarela às suas refeições as torna mais abundantes, porque a farinha absorve água e incha no seu aparelho digestivo. A fibra ajuda seu corpo a responder adequadamente à insulina e controlar seus níveis de açúcar no sangue e ajuda a baixar o colesterol no sangue. Fibras também contribuem para a sua saúde a longo prazo, combatendo doenças cardiovasculares e reduzindo o risco de desenvolver diabetes tipo 2. Um copo de farinha de milho amarelo contém 8,5 miligramas de fibra, que é 34 por cento da ingestão diária de fibras para mulheres e 22 por cento para homens, conforme recomendado pelo Instituto de Medicina.

Sódio

A farinha de milho é naturalmente pobre em sódio, com 6 miligramas em uma xícara de farinha de milho enriquecida. Uma dieta com baixo teor de sódio pode ajudar a prevenir a pressão arterial elevada ou ajudá-la a baixar a pressão arterial se você já tiver hipertensão. A recomendação é que os adultos saudáveis ​​não consumam mais de 2.300 miligramas de sódio e que os indivíduos hipertensos fiquem a 1.500 miligramas por dia.

Outros nutrientes

O magnésio e o potássio são necessários para regular a pressão sanguínea e uma xícara de farinha de milho enriquecida com 106 miligramas de magnésio, ou 27% do valor diário especificado para adultos saudáveis ​​nas Diretrizes Dietéticas 2010 para os americanos, além de 300 miligramas de potássio, ou quase 8 por cento do mínimo de 4.700 miligramas de potássio por dia. O selênio é um mineral que promove a atividade antioxidante das vitaminas C e E em seu corpo e a farinha possui 16 miligramas de selênio, ou 23% do valor diário.

Posts Relacionados:

Leave a Reply